sábado, 27 de fevereiro de 2010

Resultado digno de um 'Leão'

Capa do diário argentino "Olé"

Boca Juniors 1 x 1 Estudiantes - sexta rodada do Clausura 2010 - 26 de Fevereiro



Boca Juniors
1 Javier H. García
8 Gary A. Medel
35 Julio Barroso
2 Luiz Alberto
3 Claudio M. Morel Rodríguez
34 Jesús J. Méndez
22 Cristian D. Erbes
21 Cristian M. Chavez
10 Juan R. Riquelme
9 Martín Palermo
28 Osvaldo N. Gaitán
Treinador: Abel Alves



Suplentes: Josué D. Ayala, Luciano F. Monzón, Gabriel A. Paletta, Federico Insúa, Sebastián Prediger, Pablo N. Mouche, Lucas E. Viatri

Estudiantes
21 Agustín I. Orión
30 Clemente J. Rodríguez
3 Christian Cellay
2 Leandro Desábato
16 Germán Ré
18 Maximiliano E. Núñez
22 Rodrigo Braña
8 Enzo N. Pérez
23 Leandro Benítez
7 José E. Sosa
20 Leandro González
Treinador: Alejando Sabella



Suplentes: Damián G. Albil, Marcos Angeleri, Marcos A. Rojo, Cristian Gaitán, Matías Sánchez, Darío Steffanato, Jerónimo Morales Neumann

Gols: 24'PT Martín Palermo (BJ), 45'ST Leandro González (Es)

Substituições: 24'ST Gabriel A. Paletta por Gary A. Medel, 32'ST Federico Insúa por Cristian M. Chavez, 36'ST Jerónimo Morales Neumann por Enzo N. Pérez, 36'ST Pablo N. Mouche por Osvaldo N. Gaitán, 44'ST Marcos A. Rojo por Germán Ré



Cartões Amarelos: 2'PT Claudio M. Morel Rodríguez (BJ) , 24'PT Agustín I. Orión (Es) , 24'PT Rodrigo Braña (Es) , 38'PT Gary A. Medel (BJ) , 16'ST Jesús J. Méndez (BJ)



Árbitro: Juan Pablo Pompei
Estádio: 'La Bombonera' (mando de campo do Boca Juniors)
Horário: 21:10 hs.

"(...)Está claro que si Estudiantes, además de ser el campeón de América, es reconocido como el mejor equipo argentino del momento no es sólo por Verón y por Boselli.
Este Estudiantes es, además, Cellay, es Desábato, es Ré, es Benítez, es Pérez, es Núñez (...)".
"(...)Estudiantes es lo que es por su espíritu de equipo. Y así es respetado." Sergio Maffei, jornalista do diário argentino "Olé", em seu artigo "El Merito de los Demás"




 

Leandro Gonzalez autor do gol de empate aos 45 minutos da etapa final
Fotos: Diário platense "El Dia"


"Fue el gran salvador"
"No brilló, pero cuando tuvo la chance facturó"
"Aprovechó una distracción de la defensa de Boca y metió un golazo cuando el partido se terminaba."
Opinião do diário platense "El Dia" sobre a atuação e importância de Leandro Gonzalez no empate do Estudiantes frente ao Boca Juniors.

O Estudiantes de Alejandro Sabella foi a campo ontem em 'La Bombonera', organizado num 4-4-1-1. Se por um lado, fizeram falta no aspecto técnico, o capitão e organizador Juan Sebastian Verón e o artilheiro Mauro Boselli, o time pincha não deixou de lado em momento algum, o espírito solidário e a 'cumplicidade tática' que historicamente contribuem para as grandes conquistas deste clube.

"Tuvimos carácter y empatamos un partido que era injusto perder"
Alejandro Javier Sabella

Segundo o diário platense "El Dia" o árbitro Juan Pablo Pompei interferiu diretamente no resultado da partida, pois teria interpretado erradamente como mão intencional de Leandro Desábato no lance que originou o penalti convertido por Martín Palermo.
Ainda segundo o diário de La Plata, Pompei teria exagerado no número de cartões amarelos prejudicando as duas equipes.

Foto: Diário platense "El Dia"

O brasileiro Luiz Alberto, fez sua estréia com a camisa do Boca.
Foto: Diário argentino "Olé"

"Buen debut con la camiseta de Boca. Mostró personalidad y presencia en la zaga"
Opinião do diário platense "El Dia" sobre a estréia de Luiz Alberto

O zagueiro brasileiro Luiz Alberto, que fez ontem sua estréia com a camisa do Boca Juniors, foi considerado juntamente com Riquelme e Martín Palermo, os 3 melhores jogadores do Boca Juniors na partida.

Estudiantes confirmou marca histórica frente ao Boca Juniors
Após o empate de ontem, o Estudiantes completou 6 partidas invicto contra o Boca Juniors.
São 4 vitórias e 2 empates, numa invencibilidade que está completando 3 anos.

Veja os gols da partida


Fontes: Diário platense "El Dia"
            Diário argentino "Olé"
            Cielo Sports

quinta-feira, 25 de fevereiro de 2010

Estréia de Luiz Alberto no Boca e ausências de Verón e Boselli no Estudiantes

Pela sexta rodada do Clausura 2010, o Estudiantes irá enfrentar o Boca Juniors em 'La Bombonera' nesta sexta-feira, as 21:10min (22:10min pelo horário de Brasília).
O técnico pincha Alejandro Sabella tem sinalizado nos últimos treinamentos os substitutos para as posições de Juan Sebastian Verón ( levou o 5º cartão amarelo) e Mauro Boselli , impedido de jogar contra o Boca por questão contratual.
Maxi Nuñez deverá começar a partida formando o meio-campo com Braña, Leandro Benitez e Enzo Perez.
No ataque Leandro Gonzalez deverá fazer dupla com José Sosa.
Sabella ainda deverá promover o retorno de Clemente Rodriguez a lateral direita e pensa também em colocar Marco Rojo no lugar de Germán Ré na lateral esquerda, com intuito de melhor proteger a sua defesa das bolas altas sobre a meta pincha e o perigo dessas jogadas quando se tem Martín Palermo na equipe adversária.

O brasileiro Luiz Alberto estréia frente ao Estudiantes
Foto: Diário Argentino "Olé"


Do lado do Boca Juniors , o destaque ficará por conta da estréia do zagueiro brasileiro Luiz Alberto, que começou nas divisões de base do Flamengo e recentemente jogava pelo Fluminense, ambas equipes situadas no Rio de Janeiro.

“No había jugado en La Bombonera antes, y ahora tendré la oportunidad de jugar por primera vez con la camiseta de Boca frente a un equipo como Estudiantes, buen equipo. Intentaré hacer lo mejor, ahora me siento mucho mejor, más suelto. Los compañeros también ayudan bastante, ayudan mucho".
Luiz Alberto, sobre sua expectativa de jogar pela primeira vez em 'La Bombonera' vestindo a camisa do Boca Juniors

Fonte: Cielo Sports



terça-feira, 23 de fevereiro de 2010

Estudiantes vence Huracán e se mantém na briga pelo título do Clausura 2010

Diário platense "El Dia"

 Estudiantes 2 x 0 Huracán - 22/02/10 - 5º rodada do Clausura 2010

Estudiantes: Agustín Orión; Marcos Angeleri, Cristian Cellay, Leandro Desábato, Germán Re; Maxi Núñez, Rodrigo Braña, Juan Sebastián Verón, Leandro Benítez; José Sosa e Mauro Boselli.
Treinador: Alejandro Sabella.

Huracán: Gastón Monzón; Pablo Jerez, Paolo Goltz, Eduardo Domínguez, Gonzalo García; Gastón Machín, Gastón Esmerado, Leandro Benegas; Patricio Toranzo; Andrés Franzoia e Gustavo Balvorín.
Treinador: Héctor Rivoira.



Gols: PT: 30´ Boselli (ELP). ST: 16´ Verón (ELP)



Cartões amarelos: PT: 19´ Esmerado (CAH), 24´ Goltz (CAH), 38´ Verón. ST: 14´ E. Domínguez, 19´ Cellay (ELP), 23´ García (CAH), 30´ Braña (ELP)

Expulsão: ST: 41´ Esmerado (CAH), 44´ Hoyos (ELP)



Substituições: ST: Luciano Nieto x Benegas (CAH), 17´ Federico Laurito x Balvorín (CAH), 25´ Pérez x Benítez (ELP), 33´ Hoyos x Sosa (ELP)

Árbitro: Jorge Baliño
Estádio: Quilmes (mando de campo do Estudiantes de La Plata)
Horário: 22:15min (horário de Brasília )
 
O Estudiantes fez valer os 100% de aproveitamento jogando no estádio do Quilmes neste começo de temporada.
Os "Leões de La Plata" completaram 4 vitórias jogando como mandante, ao vencer o Arsenal, o San Lorenzo,o time peruano do Juan Aurich pela Libertadores e agora o Huracán, pela quinta rodada do Clausura 2010.
Vale o registro: O time pincha marcou 12 vezes e levou apenas 1 gol nos 4 confrontos realizados no estádio do Quilmes.
 
 
Falta dura de Gastón Machín em Maxi Nuñez
Foto: Diário platense "El Dia"
 
Taticamente o Estudiantes explorou bem o lado direito do seu ataque com boas jogadas realizadas por Angeleri e Maxi Nuñez, que substituiram respectivamente a Clemente Rodriguez e Enzo Perez.
Maxi Nuñez vem se destacando nas últimas partidas do Estudiantes e ontem frente ao Huracán, atuou como um volante aberto pela direita, jogando próximo a Sosa e a Boselli.
 
"primero era importante ganar, segundo jugar bien".

"Tuvimos muchas jugadas de gol, ellos también, pero jugamos bien, tuvimos buen nivel, la cancha estaba pesada"
"...estamos a dos puntos de los lideres".
Alejandro Sabella comentou sobre o bom futebol apresentado pela sua equipe e ressaltou o esforço maior de seus jogadores devido ao estado ruim do gramado devido as fortes chuvas que tem afetado várias regiões da Argentina.

Exceto por um escanteio cobrado pelo bom Patricio Toranzo no começo da primeira etapa que terminou na conclusão de Gastón Esmerado acertando o travessão do goleiro Orión, o Huracán se mostrou apático em campo, facilitando o tradicional e envolvente toque de bola do Estudiantes, o que levou a equipe do comandante Sabella vencer a partida sem maiores dificuldades.
 
Diário argentino "Olé"

Diário argentino "Clarin"

Aos 30 minutos do primeiro tempo, numa 'manjada', porém, sempre perigosa jogada pincha, saiu o primeiro gol da noite.
Verón cobrou escanteio pelo lado esquerdo do ataque pincha na cabeça do artilheiro Mauro Boselli que abriu o placar para o Estudiantes.
 
Aos 13 minutos do segundo tempo, Maxi Nuñez sofreu penalti, mas Boselli disperdiçou a cobrança ao acertar o travessão do goleiro Monzón.
Apenas 3 minutos após o penalti perdido por Mauro Boselli,em jogada de 'Principito Sosa" pela ponta esquerda, Verón se aproveitou de um 'bate rebate' dentro da área do Huracán e decretou o segundo do Estudiantes na partida.

'La Brujita' Verón que  recebeu cartão amarelo aos 39 minutos da primeira etapa, não poderá jogar contra o Boca Juniors pela sexta rodada do Clausura, podendo assim se preparar com antecedência para o amistoso que a seleção argentina fará contra a Alemanha no próximo dia 03 de Março.
Outro desfalque certo do Estudiantes para a partida frente ao Boca, por questões contratuais, será Mauro Boselli , impedido de jogar contra o clube que detém 50% de seu passe.

A história dos confrontos entre Estudiantes e Huracán, incluindo a partida de ontem.

Na era Profissional, Estudiantes e Huracán se enfrentaram em 140 partidas, com 59 vitórias para o Estudiantes (237 gols), 40 vitórias para o Huracán (197 gols) e 41 empates.

Nos últimos 16 confrontos, o Estudiantes venceu 7, empatou 8 e perdeu apenas uma partida.

O Estudiantes como mandante, mantém uma invencibilidade de 10 partidas no enfrentamento com o Huracán. Foram 5 vitórias do time pincha e 5 empates.



Detalhes dos últimos 6 confrontos entre Estudiantes e Huracán:

Apertura 2007: Estudiantes 1 x 1 Huracán  (Pablo Piatti // Christian Cellay).

Clausura 2008: Huracán 1 x 1 Estudiantes  (Federico Nieto // Juan S. Verón).

Apertura 2008: Huracán 1 x 1 Estudiantes (Gastón Esmerado).



Clausura 2009: Estudiantes 1 x 1 Huracán (Christian Cellay // Mario Bolatti).



Apertura 2009: Huracán 1 x 4 Estudiantes (Patricio Toranzo // Juan M. Salgueiro, Mauro Boselli, Enzo Pérez e Maximiliano Núñez).



Clausura 2010: Estudiantes 2 x 0 Huracán ( Mauro Boselli e Juan S. Verón ).




Assista aos gols da partida
 


Fontes: Diário platense "El Dia"
            Diário argentino "Olé"
            Cielo Sports

domingo, 21 de fevereiro de 2010

'Qual Estudiantes' irá a campo contra o Huracán ?

Alejandro Sabella no centro de treinamento de City Bell - La Plata
Foto: Diário platense "El Dia"

Após retornar aos treinamentos em City Bell, Alejandro Sabella decidiu escalar os seus 11 titulares para a partida diante do Huracán, nesta segunda-feira, 22 de Fevereiro , as 22:10min , hora de Brasília, no estádio do Quilmes.
Será a oportunidade do time pincha demonstrar que a derrota por goleada para o Alianza Lima pela segunda rodada da Libertadores de América, na última quinta-feira, não passou de um resultado anormal para um time que se qualificou no último ano, como o melhor time da América, ao vencer de forma incontestável a maior competição continental.

Começam jogando contra o Huracán:

Agustín Orión; Clemente Rodríguez, Christian Cellay, Desábato e Germán Ré;
Pérez, Rodrigo Braña, Juan Sebastián Verón e Leandro Benítez;
 Sosa e Mauro Boselli

sexta-feira, 19 de fevereiro de 2010

Em noite de Aguirre, o Orión que não agarra!

Diário argentino "Olé"

Diário argentino "Clarin"

Alianza Lima 4 x 1 Estudiantes - 2º jogo da 'Fase de Grupos' - 18/02/10

Alianza Lima: Salomón Libman; Amilton Prado, Héctor Vidal Sosa, Carlos Solís, Edgar Villamarín; Edgar González, Henry Quinteros, Jean C. Tragodara, Joel Sánchez; Wilmer Aguirre e José C. Fernández.
Treinador: Gustavo Costas

Estudiantes: Agustín Orión; Clemente Rodríguez, Cristian Cellay, Leandro Desabato, Germán Ré; Enzo Pérez, Rodrigo Braña, Juan S. Verón, Leandro Benítez; José Sosa e Mauro Boselli.
Treinador: Alejandro Sabella



Gols: PT: 7’’ Sosa (Est); 17´ Agüirre (AL); 33´ Agüirre (AL). ST: 29´ Agüirre (AL); 38´ Fernández (AL).



Cartões amarelos: PT: 41´ Sánchez (AL). ST: 3’ Cellay (Est).



Substituições: ST: 1´ Núñez x Pérez (Est); 17´ M. Neumann x Benítez (Est); 25´ A. Sánchez x J. Sánchez (AL); 30´ Jayo x Quinteros (AL); 40´ Vilchez x Tragodara (AL) y 45´ Rojo x Sosa (Est).



Árbitro: Marlon Escalante (Venezuela).
Estadio: Alejandro Villanueva ( Peru ).
Hora: 21:30min


Diário platense "El Dia"

O Estudiantes de La Plata sofreu uma dura goleada na noite de ontem, ao perder por 4 a 1 para o time peruano do Alianza Lima.
Vale o registro que a equipe peruana foi prejudica pela arbitragem em pelo menos dois lances no jogo. No primeiro tempo aos 31 minutos o Alianza teve um gol mal anulado e no começo do segundo tempo, Cellay fez penalti claro em Fernandez, infração 'ignorada' pela arbitragem.

Se a partida "provou" que Aguirre, o artilheiro da noite com 3 gols poderá ser um dos bons nomes nesta Libertadores 2010, o jogo de ontem também pode ter demonstrado que o Estudiantes continuará com dificuldades para encontrar um 'novo Mariano Andujar'.
Agustín Orión, exceto na partida pelo Clausura contra o Arsenal , em que salvou o Estudiantes com pelo menos 3 boas defesas, vem demonstrando que Sabella continuará com problemas para substituir a contento o goleiro campeão da America em 2009, que hoje atua no Catania da Itália e que deverá ser um dos goleiros da seleção argentina na Copa do Mundo.

Orión tem demonstrado uma precipitada e péssima 'saída de gol' e passa insegurança em bolas cruzadas na área pincha, como em lances aos 16 e 42 minutos da etapa final da partida de ontem no Peru.
Ressalva seja resgistrada que em  lances, aos 12 e 36 minutos da segunda etapa, ao se encontrar posicionado 'embaixo da trave', Orión realizou duas boas defesas.

Dentro da postura tática do Estudiantes de atuar fora de casa, "chamando" o adversário para surpreende-lo em contragolpes é comum que seu goleiro seja exposto e exigido durante uma partida em que este seja o propósito pincha. A questão é que o goleiro Orión não está dando conta desta exposição e exigência.

Definitivamente Orión não é um 'Paschoal'


Nos tempos de futebol amador, entre o final da década de 70 e começo dos anos 80, quando me perguntavam se o Paschoal, meu amigo e camisa 1 do time da 'praça Santos Dumond', era bom goleiro, eu costumava dizer:
- Paschoal? Esse aí agarra, pô!
 Paschoal era daqueles goleiros que as vezes até falhava em lances chamados de 'fáceis' pelos corneteiros do bairro, mas era o tipo de camisa 1 que pegava justamente as bolas mais importantes e 'impossíveis', mesmo nas partidas em que não era tanto exigido.
Num lance isolado de um jogo fácil estava lá o Paschoal para no momento certo garantir a tranquilidade que o time precisava para chegar a uma vitória 'tranquila'.
Agustin Orión atuando pelo Estudiantes, não tem sido nem de 10% do que foi o 'nosso Paschoal', lá no bairro do Gragoatá, aqui em Niterói, minha cidade.

Estatísticas

O Estudiantes só havia levado 4 gols em uma partida de Libertadores, quando perdeu para o também argentino Independiente, em 13 de abril de 1984.

A derrota frente ao Alianza Lima, foi a primeira derrota de Sabella no comando pincha em Libertadores e o Estudiantes não perdia nesta competição, desde 10 de Março de 2009, quando foi derrotado pelo Deportivo Quito por 1 a 0.

O gol pincha marcado por José 'Principito' Sosa aos 8 minutos da primeira etapa, passa a ser o segundo gol mais rápido na história da Libertadores de América. O gol mais rápido em Libertadores, continua sendo do paraguaio Alfredo Mendoza que jogava pelo Newell's de Rosario em partida frente ao Colo Colo do Chile, em 1992 e foi registrado aos 7 segundos de bola rolando.

Diário platense "El Dia"

A derrota pincha para o Alianza Lima, além de ter sido terrível para o coração e a alma de cada pincharrata, também quebrou uma invencibilidade do 'Estudiantes de Sabella' que durou 12 jogos na competição:

19.03.2009 en La Plata: Estudiantes 4-0 Deportivo Quito(Boselli x 3 - E.Pérez)

08.04.2009 en La Plata: Estudiantes 4-0 Cruzeiro (Verón - G.Fernández - Sánchez Prette x2)

22.04.2009 en Sucre: Estudiantes 0-0 Universitario

07.05.2009 en La Plata: Estudiantes 3-0 Libertad (G.Fernández – Boselli x2)

14.05.2009 en Luque: Estudiantes 0-0 Libertad

28.05.2009 en Montevideo: Estudiantes 1-0 Defensor Sporting (Desábato)

18.06.2009 en La Plata: Estudiantes 1-0 Defensor Sporting (L.Benítez)

25.06.2009 en La Plata: Estudiantes 1-0 Nacional (Galván)

01.07.2009 en Montevideo: Estudiantes 2-1 Nacional (Boselli x2)

08.07.2009 en La Plata: Estudiantes 0-0 Cruzeiro

15.07.2009 en Belo Horizonte: Estudiantes 2-1 Cruzeiro (G.Fernández – Boselli)

11.02.2010 en Quilmes: Estudiantes 5 – J.Aurich 1 (Boselli x 3, Ré, L.González)


Fontes: Diário "El Dia"
              Diário "Olé"

quinta-feira, 18 de fevereiro de 2010

É hoje! Alianza Lima x Estudiantes - Libertadores 2010

Destaque na Capa do diário platense "El Dia"

Painel publicado pelo diário platense "El Dia", com as escalações e informações sobre a arbitragem.


  
Possíveis formações:

Alianza Lima: Salomón Libman; Amilton Prado, Héctor Vidal Sosa, Carlos Solís, Edgar Villamarín; Edgar González, Henry Quinteros, Jean C. Tragodara, Joel Sánchez; Wilmer Aguirre y José C. Fernández.
Treinador: Gustavo Costas.

Estudiantes: Agustín Orión; Clemente Rodríguez, Cristian Cellay, Leandro Desabato, Germán Ré; Enzo Pérez, Rodrigo Braña, Juan S. Verón, Leandro Benítez; José Sosa y Mauro Boselli.
Treinador: Alejandro Sabella

Árbitro: Marlon Escalante ( Venezuela )
Hora: 21:30min
Estadio: Alejandro Villanueva ( Peru )


Fonte: Diário platense "El Dia"

terça-feira, 16 de fevereiro de 2010

Stefanatto e Angeleri viajam com delegação Pincha para jogo no Peru

Pré - jogo
Alianza Lima x Estudiantes – Libertadores 2010


Próxima quinta-feira, 18/02/10

O técnico Alejandro Sabella, que havia elogiado a estréia de Dario Stefanatto na partida frente o Independiente pela quarta rodada do Clausura 2010, revelou que o volante ex-All Boys, viajará com a delegação pincha para o Peru.

O Estudiantes enfrenta a equipe peruana do Alianza Lima pela segunda rodada da fase de grupos da Libertadores, na próxima quinta-feira, 18 de fevereiro.

Além de Stefanatto, Marcos Angeleri também estará na delegação do Estudiantes que parte nesta quarta-feira pela manhã, rumo ao Peru.
Angeleri retornou aos gramados no último domingo depois de ficar quase um ano sem jogar por contusão.

O provável time que começará a partida na quinta-feira é:
Agustín Orión; Clemente Rodríguez, Christian Cellay, Leandro Desábato y Germán Ré; Enzo Pérez, Rodrigo Braña, Juan Sebastián Verón y Leandro Benítez; José Sosa y Mauro Boselli.

Completam a lista para o segundo jogo da Libertadores os jogadores:
Damián Albil, Federico Fernández, Marcos Rojo, Matías Sánchez, Maximiliano Núñez, Leandro González e Gerónimo Morales Neuman

“enfrentaremos a un rival que intentará imponer la localía y que jugará contra el campeón de América y va a dar todo para lograr el triunfo. Será con clima de Copa, otro detalle a tener en cuenta”.
“tienen un entrenador con mucha experiencia y juegan con un típico 4-4-2(...)
Y cuentan con Edgar González, un 5 táctico de buena distribución y muy solidario”.
Sabella analisou a condição de jogar fora de casa e o adversário Alianza Lima.

“Tenemos que estar todos los aliancistas presentes, porque nos toca enfrentar, y con mucho optimismo, al último campeón de la Libertadores y al club subcampeón del mundo”.
Palavras de Guillermo Alarcón, presidente da equipe peruana do Alianza Lima.



Fontes: Diário platense “El Dia”
              Cielo Sports

segunda-feira, 15 de fevereiro de 2010

A segunda derrota do Estudiantes no Clausura 2010



Capa do diário platense "El Dia

Capa do diário argentino "Olé"

Independiente 3 x 2 Estudiantes - quarta rodada do Clausura - Domingo 14 de Fevereiro de 2010

Independiente
12 Adrián Gabbarini
4 Luciano G. Vella
6 Eduardo N. Tuzzio
27 Leonel Galeano
3 Lucas Mareque
7 Walter Busse
5 Walter A. Acevedo
28 Federico Mancuello
22 Ignacio Piatti
19 Darío A. Gandín
11 Néstor A. Silvera
Treinador: Américo R. Gallego



Suplentes: Hilario B. Navarro, Sergio Vittor, Leandro Gracián, Hernán Fredes, Patricio J. Rodríguez, Lionel J. Núñez, Federico González



Estudiantes
25 Damián G. Albil
14 Marcos Angeleri
19 Federico Fernández
6 Marcos A. Rojo
4 Raúl Iberbia
18 Maximiliano E. Núñez
5 Matías Sánchez
29 Darío Steffanato
13 Michael Hoyos
10 Marcelo Carrusca
20 Leandro González
Treinador: Alejando Sabella



Suplentes: César Taborda, Matías Sarulyte, Cristian Gaitán, Leonardo Jara, Héctor Cardozo, Leonardo Delgado, Jerónimo Morales Neumann



Gols: 43'PT Néstor A. Silvera (Ind), 12'ST Darío A. Gandín (Ind), 13'ST Maximiliano E. Núñez (Es), 26'ST Jerónimo Morales Neumann (Es), 33'ST Ignacio Piatti (Ind)



Substituições: 0'ST Cristian Gaitán por Marcelo Carrusca, 14'ST Patricio J. Rodríguez por Federico Mancuello, 14'ST Leandro Gracián por Walter Busse, 17'ST Jerónimo Morales Neumann por Michael Hoyos, 36'ST Sergio Vittor por Néstor A. Silvera



Cartões Amarelos: 32'PT Darío Steffanato (Es) , 32'ST Damián G. Albil (Es) , 38'ST Marcos A. Rojo (Es)

Arbitro: Sergio Pezzotta
Estadio: Independiente
Horário: 17h ( 18h pelo horário de Brasília )

Poupando titulares para jogo pela Libertadores esta semana, Sabella mandou a campo um time com 11 reservas

 “el primer tiempo fuimos superiores, pero ellos tienen jugadores peligrosos que juegan bien. En el fútbol hay momentos y nosotros las claras que tuvimos no las aprovechamos”.
(Alejandro Sabella analisando o desempenho de sua equipe após derrota para o Independiente )

Escalado por Sabella com onze jogadores reservas e entre eles vários ex-juvenis, o Estudiantes de La Plata perdeu sua segunda partida neste Clausura 2010.
O Estudiantes mesmo desfalcado de seus titulares, chegou a igualar o marcador depois de estar perdendo por 2 a 0 , mas Ignacio Piatti, aos 33 minutos do segundo tempo marcou o terceiro gol do Independiente e a equipe pincha não conseguiu mais 'futebol' para buscar nova igualdade no placar.
O diário platense "El Dia", destacou Maxi Nuñez como grande destaque do time pincha, principalmente no segundo tempo quando o camisa 18 passou a jogar mais a frente, depois da saída de Marcelo Carrusca.
Nuñez passou a participar mais do jogo, promoveu jogadas em velocidade e fez belo gol e chute de fora da área.
"El Dia" destacou também as atuações do goleiro Albil e do estreiante Dario Stefanatto, que jogou com precisão nos passes, fazendo bom trabalho tático no meio-campo e boa parceria com o camisa 5 Matías Sanchez.
"Creo que Stefanatto jugó un buen partido. Si bien no me gusta hablar individualmente de los jugadores pero en este caso lo voy a hacer, creo q mostró mucha personalidad, mucha presencia en el campo y mucha ubicación, en resumen pienso que hizo un partido muy bueno".
Alejandro Sabella elogiou a estréia de Dario Stefanatto

Dario Stefanatto camisa 29 entre Michael Hoyos (13) e Leandro Gonzalez (20)

Segundo o diário platense "El Dia", Leandro González mereceu nota 5 por sua atuação, pois perdeu chances claras de gol.

Fontes: Diário Platense "El Dia"

              Cielo Sports

sexta-feira, 12 de fevereiro de 2010

Uma aula de como jogar futebol de forma objetiva, bonita e eficiente!

Capa do diário argentino "Olé"


Diário platense "El Dia"


Estudiantes 5 x 1 Juan Aurich - 1º jogo do Estudiantes na 'fase de grupos'.
Quinta-feira, 11 de fevereiro de 2010



Estudiantes
21 Agustín I. Orión
12 Clemente J. Rodríguez
3 Christian Cellay
2 Leandro Desábato
16 Germán Ré
8 Enzo N. Pérez
22 Rodrigo Braña
11 Juan S. Verón
23 Leandro Benítez
7 José E. Sosa
9 Mauro Boselli
Técnico: Alejando Sabella


Suplentes: Damián G. Albil, Federico Fernández, Marcos A. Rojo, Marcelo Carrusca, Matías Sánchez, Maximiliano E. Núñez, Leandro González


Juan Aurich
1 Diego Morales
3 Jorge M. Araujo
18 Jesús M. Alvarez
19 Roberto C. Guizasola
2 Jersson Vásquez
6 Gianfranco Espejo
24 Juan C. La Rosa
17 Reimond Manco
8 Pedro L. Ascoy
10 Ricardo Ciciliano
9 Luis C. Tejada
Técnico: Luis F. Suárez


Suplentes: Jorge E. Rivera, Victor J. Balta, Franco Mendoza, José L. Guevara, César Sánchez, Manuel F. Barreto, Herlyn I. Zúñiga

Gols: 6'PT Mauro Boselli (Es), 34'PT Luis C. Tejada (JA), 43'PT Germán Ré (Es), 14'ST Mauro Boselli (Es), 26'ST Mauro Boselli (Es), 43'ST Leandro González (Es)


Substituições: 0'ST César Sánchez por Pedro L. Ascoy, 12'ST José L. Guevara por Reimond Manco, 19'ST Marcos A. Rojo por Germán Ré, 22'ST Herlyn I. Zúñiga por Juan C. La Rosa, 32'ST Maximiliano E. Núñez por Enzo N. Pérez, 37'ST Leandro González por José E. Sosa


Cartões amarelos: 7'PT Jersson Vásquez (JA) , 4'ST Rodrigo Braña (Es) , 31'ST Christian Cellay (Es)

Expulsão: 45'PT Roberto C. Guizasola (JA)

Arbitro: Sálvio Spinola Fagundes Filho

Estadio: Quilmes A.C.
Horário: 20:15min. ( 21:15min pelo horário de Brasília)

"Había que ganar de local. Era una obligación. Si se puede hacer una buena diferencia de gol, puede ser importante a la hora de la clasificación. No es un tema menor y por suerte hoy pudimos conseguir un resultado amplio".
“El equipo jugó como me gusta a mí, fue un equipo. Nosotros buscamos ser un equipo y no individualidades”.
Alejandro Sabella , em entrevista para os jornais argentinos, após a partida.

"Sosa está en un nivel descomunal, digno de Mundial"
"(...)Además del campeón, ayer también jugó el goleador de la Copa.Boselli no se conformó con llevarse ese premio en el 2009.Tiene 11 goles en 16 partidos de Copa"
Sérgio Maffei em sua coluna no diário argentino "Olé"

Os gols

1 x 0

Aos 6 minutos bela jogada Pincha pelo lado direito do ataque Pincha e Sosa foi empurrado dentro da área. O árbitro brasileiro Sálvio Spinola assinalou penalti e Mauro Boselli bateu com categoria, abrindo o placar para o Estudiantes.


Boselli abriu o marcador com gol de penalti aos 6 minutos da primeira etapa
Foto: Diário platense "El Dia"

‘La Brujita’ em noite de gala

Aos 10 min após otimo lançamento de La Brujita Verón, Boselli driblou o zagueiro e bateu rente ao poste direito do goleiro peruano.

1 x 1

Falha na marcação pelo lado esquerdo da defesa pincha e o atacante Tejada empatou o jogo aos 34 minutos ao se anticipar a Cellay na pequena área e meter a bola debaixo das pernas do goleiro Orión.

2 x 1

Verón cobrou escanteio na cabeça de Benitez que colocou no primeiro pau para Sosa também de cabeça buscar a cabeça de Boselli no segundo pau em uma nítida jogada ensaiada.Mas um zagueiro peruano se chocou com o camisa 9 pincha e a bola sobrou para Cellay que pegou um chute no alto, de perna direita e Germán Ré completou de cabeça debaixo do travessão no angulo esquerdo da meta peruana.

3 x 1

Aos 15 minutos do segundo tempo, mais um excelente lançamento de Juan Sebastían Verón do meio-campo que Principito Sosa aproveitou para fazer bela tabela com Leandro Benitez na entrada da área. O camisa 23 do Estudiantes apenas com apenas um toque passou a pelota para Mauro Boselli que fez lindo giro no zagueiro e bateu cruzado no canto direito do goleiro peruano.

4 x 1

Aos 28 minutos, de novo La Brujita em passe mágico digno do maestro que és Juan Sebastían Verón, o capitão pincharrata colocou Perez em belíssima posição dentro da área peruana e o habilidoso camisa 8 do Estudiantes deu passe magistral para Mauro Boselli marcar seu terceiro gol no jogo.

5 x 1

Aos 43 minutos da etapa final, Verón em belo toque de primeira lançou a bola na área pela esquerda do ataque pincha , um zagueiro peruano rebateu a pelota nos pés de Mauro Boselli que chutou para defesa parcial do goleiro e no rebote, Leandro Gonzalez marcou o último gol da goleada pincha.




Fotos: Diário platense "El Dia"
Principito Sosa, Benitez, Perez, Verón e Boselli. Que grande time!
 Uma aula de como jogar futebol de forma objetiva, bonita e eficiente!

O Estudiantes tentará assumir a liderança isolada do Grupo 3 na próxima quinta-feira,18 de fevereiro, quando enfrenta o Alianza Lima, no Peru.

Fontes: Diário platense "El Dia"
             Globo Esporte.com


quarta-feira, 10 de fevereiro de 2010

Estudiantes de La Plata estréia hoje na Libertadores 2010

O técnico Alejandro Sabella, exibe sua medalha de campeão da Libertadores 2009


Pôster que a área de marketing do Estudiantes de La Plata elaborou para a campanha Pincha na Libertadores 2010

 Estudiantes x Juan Aurich (Peru) - nesta quinta-feira, 11 de Fevereiro

Grupo 3 - Libertadores 2010

A equipe peruana do Juan Aurich, se classicou na pré-Libertadores ao superar o Estudiantes Tecos do México e completou o grupo 3 que ainda tem Bolívar da Bolívia, Alianza também do Peru e o Estudiantes, atual campeão da Copa Libertadores da America.

O treinador Pincha Alejandro Sabella comemorou o êxito do Juan Aurich sobre o Estudiantes Tecos do México, apenas por que a viagem para o Perú é mais curta e consequentemente, menos cansativa do que se tivesse que se deslocar até o México.
Sabella ressalta que as equipes peruanas tem futebol dinâmico e com boa técnica, se referindo também a outra equipe peruana de seu grupo, o Alianza.

Sabella poderá contar já na estréia da Libertadores, hoje a noite na argentina, com o retorno de seu "camisa 5" titular, Rodrigo Braña, que se recuperou de fratura na clavícula sofrida no começo da pré-temporada Pincha.

Portanto, o Estudiantes irá a campo hoje com a seguinte escalação:

Agustín Orión; Clemente Rodríguez, Christian Cellay, Leandro Desábato
 e Germán Ré;
Enzo Pérez, Rodrigo Braña, Juan Sebastián Verón e Leandro Benítez;
José Sosa e Mauro Boselli.
O jogo será no estádio do Quilmes, onde o Estudiantes está mandando seus jogos também pelo Clausura 2010.
Hora: 21:30min pelo horário de Brasília


Diário platense "El Dia"




Intranquilidade com a presença da barra brava no treino Pincha

Cerca de oito integrantes de uma barra brava invadiram o treino do Estudiantes de La Plata no Country Club de City Bell, para exigir ingressos e autorização* para a estréia Pincha na Libertadores 2010, hoje a noite no estádio do Quilmes.
O auxiliar técnico de Sabella, Julián Camino, ex-lateral direito daquele timaço do Estudiantes no bi-campeonato de 82-83, com ajuda de alguns seguranças da concentração, conseguiu que os barra bravas se retirassem do centro de treinamento do Estudiantes de La Plata.
A providência agora será tentar identificar os invasores através das imagens de tv que estavam registrando o treino no momento da invasão.

* Las entradas, obviamente necesarias para el ingreso; la autorización, porque buena parte de esa fracción de la barra brava está inhabilitada por la aplicación del derecho de admisión.

Barra bravas argentinas
As barra bravas na Argentina são muito tradicionais. Representam a alma e garra dos times locais. Estas são responsáveis pelo apoio incondicional a equipe. São famosas por cantarem até quando o time está perdendo e no momento em que sofre um gol.
Contudo, as mesmas são responsáveis por espetáculos de violência e também do narcotráfico, afetando socialmente toda a Argentina.

Fonte: Cielo Sports
           Diário platense "El Dia"