domingo, 31 de janeiro de 2010

Estréia do Estudiantes no Clausura 2010. 2º 'Alfajor Pincharrata' da temporada!

Capa do diário platense, "El Dia"
Foto: Diário platense, "El Dia"



1º Rodada do Clausura 2010 - 29/01/10

Estudiantes 3 x 0 Arsenal de Sarandí

Ficha Técnica

Estudiantes: Agustín Orión, Clemente Rodríguez, Federico Fernández, Cristian Cellay, Marcos Rojo; Maxi Núñez, Juan Sebastián Verón, Leandro Benítez, Marcelo Carrusca; José Sosa e Mauro Boselli.
Treinador: Alejandro Sabella.


Arsenal: Cristian Campestrini; Cristian Alvarez, Cristian Tula, Aníbal Matellán, Pérez; Diego Galván, Facundo Pérez Castro, Sergio Sena, Javier Yacuzzi; Mauro Óbolo e Franco Jara.
Treinador: Jorge Burruchaga.

Substituições: ST: 23´ Pérez x Sosa (E), 24´Poggi x Pérez (A), 28´ Gaitán x Verón (E), 29´ Leguizamón x Óbolo (A), 33´ Espínola x Galván (A), 40´ Hoyos x Carrusca (E).


Expulso: ST: 43´ Campestrini (A).


Gols: PT: 40´ Carrusca (E). ST: 20´ Boselli (E), 25´ Boselli (E)

Árbitro: Sergio Pezzotta.
Hora: 21:10min.
Estadio: Quilmes (Mando de campo do Estudiantes).

A partida
Apesar do placar de 3 a 0 sinalizar uma vitória fácil, o Estudiantes passou por um preocupante início de partida,quando pode constatar que fez uma aposta certa ao contratar o goleiro Agustín Orión.
O ex-arqueiro do San Lorenzo, mesmo tendo ficado afastado dos gramados por quase um ano, foi um dos destaques da equipe de La Plata, no confronto frente ao Arsenal de Sarandi na primeira rodada do Clausura 2010.

Nos primeiros minutos de partida, o mesmo bom atacante Franco Jara, que havia marcado dois dias antes o gol da vitória da seleção argentina sobre a Costa Rica, levou perigo ao gol Pincha e o Arsenal só não saiu na frente porque o goleiro Agustín Orión, começou ali a mostrar que seria um dos bons destaques do Estudiantes no jogo.
Orión defendeu ainda no primeiro tempo um bom arremate de Diego Galván, meia que atuou pelo Estudiantes campeão do Apertura 2006 e novamente de Julho de 2007 até o final de 2009.
O goleiro Agustín Orión, esteve cerca de 330 dias afastado dos gramados em virtude de grave contusão nos ligamentos cruzados do joelho direito, em 5 de março de 2009, quando ainda atuava no San Lorenzo.

Goleiro Agustín Oríon, um dos bons destaques da partida.
Foto: Diário platense, "El Dia"

"Jugamos contra un rival duro, que en el primer tiempo nos generó dos o tres situaciones de gol que tapó bien Agustín (Orión)."
Mauro Boselli,sobre a atuação de Orión,em entrevista para o diário platense,"El Dia"

Aos poucos o Estudiantes de La Plata, foi demonstrando que deverá manter nesta temporada 2010, o perfil desenhado por Sabella, quando este assumiu a equipe Pincha em 2009, ou seja:

Solidez defensiva, toque de bola com inteligencia, frieza e acima de tudo, com muita qualidade, o que torna a equipe de Sabella, praticamente implacável quando a bola chega a afeição dos pés e cabeça de Mauro Boselli.

"(...)Estudiantes juega bien, hace tiempo que cuida la pelota como pocos, hace varias temporadas que es profundo y vistoso(...)"
Sérgio Maffei, colunista do diário argentino "Olé"



1 x 0

Aos 40 minutos do primeiro tempo em ótimo lançamento de canhota realizado por José Sosa para Maxi Nuñez na ponta direita, Nuñez serviu a Clemente Rodriguez na entrada da área também pelo lado direito da meta do Arsenal e Rodriguez cruzou rasteiro para Marcelo Carrusca marcar o primeiro gol do Estudiantes no jogo.

Mais uma vez, Orión...
No início da segunda etapa, quando o placar ainda estava 1 a 0 para o Estudiantes, Agustín Orión fez grande defesa, após belo chute de Mauro Obolo, camisa 7 do Arsenal em lance que poderia ter decretado o empate na partida.

2 x 0

Em bela triangulação aos 20 minutos da segunda etapa, Verón lançou de cabeça a Mauro Boselli e o camisa 9 Pincha fez o pivô tocando na intermediária do Arsenal para Sosa, que devolveu para Boselli em ótimo passe de primeira, deixando o artilheiro da última Libertadores, frente a frente com Campestrini, para então, driblar o goleiro e tocar para o fundo das redes, decretando o segundo gol pincharrata.


Boselli marcou de penalti o terceiro gol Pincha no jogo.
Foto: Diário platense,"El Dia"

3 x 0 ( Decretado o segundo "Alfajor Pincharrata" do ano )

Aos 25 minutos da etapa final, Maxi Nuñez chutou forte de fora da área e Campestrini fez parcial defesa, permitindo que Mauro Boselli recuperasse a bola para a equipe Pincha e ao tentar driblar Campestrini, o camisa 9 de Sabella, não conseguiu dar prosseguimento a jogada porque o fraco goleiro do Arsenal o derrubou.
Prontamente, o árbitro Sérgio Pezzotta, assinalou penalti a favor do Estudiantes.
O mesmo Mauro Boselli cobrou a penalidade e decretou o segundo "Alfajor Pincharrata" da temporada 2010, já que no Triangular de Mar del Plata, o Estudiantes já havia aplicado uma goleada de 4 a 1 no Boca Juniors.


O capitão e maestro,'La Brujita' Verón cumprimenta o artilheiro Boselli pelos dois gols na partida
Fonte: Diário platense, "El Dia"

Narração dos gols do Estudiantes, por Carlos Muñoz


Vídeo dos melhores momentos da partida



Fontes: Cielo Sports
            Diário Platense "El Dia
            Futebol Portenho site
            Diário Argentino Olé

sexta-feira, 29 de janeiro de 2010

Estudiantes x Arsenal - Pontapé inicial no Clausura 2010

Ficha Técnica

Estudiantes x Arsenal - Primeira Rodada do Clausura 2010

Prováveis formações:



Estudiantes: Agustín Orión; Clemente Rodríguez, Federico Fernández, Christian Cellay e Marcos Rojo; Maximiliano Nuñez, Juan Sebastián Verón, Leandro Benítez, Marcelo Carrusca; José Sosa e Mauro Boselli.
Técnico: Alejandro Sabella.

Suplentes: César Taborda, Germán Ré, Raúl Iberbia, Cristian Gaitán, Enzo Pérez, Michael Hoyos, Leandro González

Arsenal: Cristian Campestrini; Cristian Álvarez, Cristian Tula, Aníbal Matellán, Darío Espínola; Diego Galván, Facundo Pérez Castro, Sergio Sena, Javier Yacuzzi; Mauro Obolo e Franco Jara. 
Técnico: Jorge Burruchaga.

Suplentes: Catriel I.V. Orcellet, Matías Pérez, Hugo Nervo, Federico Poggi, Iván Marcone, Luciano F. Leguizamón, Jonathan e López

Arbitro: Sergio Pezzotta.
Estádio: Quilmes A.C (local Estudiantes)
Hora: 21.10.

Fonte: Cielo Sports
O goleiro Agustín Orión, começa a temporada como titular do gol Pincha
Foto: Diário platense, "El Dia"


O último treino comandado por Alejandro Sabella, indicou que o técnico Pincha irá preservar o meia Enzo Perez do jogo de hoje frente ao Arsenal, evitando que o jogador leveo 5º cartão amarelo, o que deixaria este importante titular, de fora do confronto contra o Gimnasia, na segunda rodada do Clausura.
Leandro Desábato, como já havia sido anunciado por Sabella, também não joga hoje contra o Arsenal, pelo mesmo motivo.
O detalhe a destacar é que ao menos Enzo Perez deverá ficar no banco de reservas durante a estréia Pincha hoje a noite no estádio do Quilmes, mando de campo do Estudiantes de La Plata.
"Tenemos obligación de pelear lo que juguemos"
   Alejandro Javier Sabella

quinta-feira, 28 de janeiro de 2010

Treino apronto, Dario Stefanatto e Marco Rubén!


Treino coletivo em City Bell
Foto: Diário platense, "El Dia"

O treino Pincha realizado ontem no Country Club de City Bell, praticamente definiu a equipe que começará o Clausura 2010.
José Sosa e Clemente Rodriguez, que foram os jogadores do Estudiantes mais "exigidos" no amistoso da seleção argentina frente ao selecionado da Costa Rica, na última terça-feira, fizeram um trabalho que evitasse maior desgaste físico para que Sabella possa contar com os dois na partida de amanhã contra o Arsenal, no estádio do Quilmes.
O forte calor na tarde de ontem, fez com que o restante do elenco também fosse preservado, para a estréia de amanhã.
A novidade ficou por conta da atitude do técnico Alejandro Sabella, em preservar Leandro Desábato para a segunda rodada, quando acontecerá o clássico de La Plata, contra o rival Gimnasia.
Temendo que Desábato receba o 5º cartão amarelo na partida de estréia, Sabella pretende escalar em seu lugar a jovem promessa Pincha, Marcos Rojo.

Montando o time titular para estréia no Clausura

Provável time do Estudiantes que irá à campo contra o Arsenal:
Orión; Clemente Rodríguez, Christian Cellay, Marcos Rojo, Germán Ré; Enzo Pérez, Juan Sebastián Verón, Leandro Benítez, Marcelo Carrusca; José Sosa e Mauro Boselli.


E os suplentes:
César Taborda, Federico Fernández, Raúl Iberbia, Matías Birge, Michael Hoyos, Maximiliano Núñez, Cristian Gaitán, Jerónimo Morales Neumann e Leandro González.

Fontes: Diário platense, "El Dia"
              Cielo Sports


Dario Stefanatto




A diretoria Pincharrata está buscando concluir a contratação do volante Dario Stefanatto do All Boys.
Stefanatto, nasceu em 03 de Abril de 1985,em Buenos Aires e iniciou sua carreira nas divisões de base do All Boys, até chegar aos profissionais em 2005.
Com boas atuações, Dario Stefanatto vem sendo considerado um dos melhores volantes do Nacional B.

Marco Gastón Rubén



Marco Rubén, cria do Rosário Central, passou pelo River e foi para o Villarreal da Espanha.

Surge na mídia de La Plata, a possibilidade do Estudiantes contratar o atacante Marco Gastón Rubén, 23 anos, que iniciou sua carreira em 2004 no Rosário Central, passou pelo River Plate e atualmente atua no Villarreal B da Espanha.
Rubén, seria uma alternativa para compensar o não retorno de Gastón Fernandez.

quarta-feira, 27 de janeiro de 2010

Pré-estréia Pincharrata!


Alejandro Sabella
Foto: Diário platese, "El Dia"

O Estudiantes de La Plata, realizou sua pré-temporada na região de Cariló, em Mar del Plata.
A equipe de Alejandro Javier Sabella, disputou alguns amistosos, como o "Triangular de Mar del Plata", empatando em 2 a 2 com o San Lorenzo e goleando o Boca Juniors por 4 a 1, conquistando o título do torneio.
Em amistosos contra o Quilmes, novamente o Estudiantes obteve exito, com destaque para a goleada por 4 a 0 no último confronto.



Juan Sebastian Verón,durante jogo-treino contra o Quilmes
Foto: Diário platense, "El Dia"

Durante a preparação para o torneio "Clausura 2010" e a Libertadores da América, Sabella passou a não contar mais com o futebol de importantes jogadores do elenco de 2009.
Juan Manuel Diaz , foi negociado com o River Plate e Juan Manuel Salgueiro, também uruguaio como Diaz, foi negociado com a L.D.U do Equador.
Agustín Alayes, negociado com o Newell’s Old Boys e José Luis Calderón, que havia anunciado sua aposentadoria,e por isso mesmo, não viajou para o mundial de Abu Dhabi, surpreendeu a todos, quando negociou seu futebol para defender o Argentinos jrs.
Por outro lado, Sabella recebeu no elenco, o goleiro Augustin Orion ex-San Lorenzo e José Sosa, meia habilidoso, cria da base do próprio Estudiantes que estava jogando pelo Bayer de Monique da Alemanha e finalmente foi liberado pela Fifa, para atuar pelo clube Pincharrata.
Enquanto a diretoria Pincharrata tenta reintegrar ao clube, o atacante Gastón Fernandéz, Sabella resolveu dar oportunidade no elenco profissional, aos jovens atacantes da base, Gonzalo Klusener e Guido Carrillo,
Guido Carrillo, chegou a se destacar em treinos coletivos realizados em Pinamar durante a pré-temporada, marcando inclusive, gols nos confrontos entre titulares e reservas.
Contudo, Sabella sabe que ainda precisa ter no elenco para esta importante temporada, outros atacantes de ofício, que já possuam alguma experiência, como Mauro Boselli, para que o time não fique refém de meias improvisados no ataque.


O Estudiantes, realiza treino esta tarde em City Bell, com a presença de Clemente Rodríguez, Enzo Pérez, José Sosa e Mauro Boselli, que ontem participaram com bom desempenho, do amistoso em que a seleção argentina venceu a Costa Rica pelo placar de 3 a 2.
Sabella poderá aproveitar todos os jogadores do atual plantel para definir o time que estréia no Clausura contra o Arsenal, nesta sexta-feira, 29/01, as 19 horas, no estádio do Quilmes.
Na segunda rodada, o Estudiantes já terá pela frente o tradicional clássico local, quando jogará fora de casa, no dia 03 de fevereiro, diante do Gimnasia, as 21:10 min.


Fontes: Cielo Sports
              Diário platense, "El Dia"





domingo, 17 de janeiro de 2010

Em noite de mestre,maestro e Leões, Estudiantes conquista seu 1º título de 2010!


O capitão 'La Brujita' Verón e o 1º troféu do Estudiantes, em 2010



Capa do Diário platense,"El Dia"
Final do Triangular de Mar del Plata

Boca Juniors 1 x 4 Estudiantes de La Plata - 16/01/10

Ficha Técnica

Estudiantes: Agustín Orión; Clemente Rodríguez, Leandro Desábato, Christian Cellay e Marcos Rojo; Enzo Pérez, Leandro Benítez, Juan Sebastián Verón e Maximiliano Núñez; José Sosa e Leandro González.
Técnico: Alejandro Sabella.


Boca Juniors: Javier García; Hugo Ibarra, Gabriel Paletta, Claudio Morel Rodríguez e Juan Angel Krupoviesa; Ariel Rosada, Nicolás Colazo e Gary Medel; Federico Insúa; Pablo Mouche e Lucas Viatri.
Técnico: Alfio Basile.

Gols: ST: 5´ Núñez (E), 13´ Hoyos (E), 16´ Sosa (E), 27´ Viatri (B), 48´ Neumann (E).


Substituições: PT: 16´ Hoyos x Pérez (E). ST: 17´ Gaitán x Ibarra (B), 20´ Giménez x Mouche (B), 30´ Neumann x Sosa (E) y Marino x Colazo (B), 37´ Gaitán x González (E).

Arbitro: Federico Beligoy.

Estádio: José María Minella.
Horario: 22.10 (23:10min pelo horário de Brasília)

Fonte: Cielo Sports


O mestre

Mais uma vez, pudemos observar claramente o ótimo trabalho que o mestre Alejandro Javier Sabella vem desenvolvendo no comando técnico do Estudiantes de La Plata.
O time continuava prejudicado pela ausência de importantes nomes,confirmados pelas contusões de Rodrigo Braña e Germán Ré,Juan Manuel Diaz negociado com o River Plate e Mauro Boselli, impedido de jogar por motivo de cláusula contratual.
Mesmo com estas baixas prévias e a perda de Enzo Perez com apenas 15 minutos de partida, o Estudiantes sob a batuta de Sabella, se manteve muito bem organizado em todos os setores do campo, com a solidez habitual do sistema defensivo e um meio-campo combativo, mas ao mesmo tempo de toque de bola e troca de passes precisos e por vezes, mágico.

Primeiro Tempo

Com menos de um minuto de partida,Verón fez ótima jogada com Enzo Perez e o camisa 8 do Estudiantes com ótimo passe, deixou Leandro Gonzalez livre para concluir e obrigar o goleiro Javier Garcia a fazer grande defesa.
Com apenas 10 minutos de bola rolando na primeira etapa, Juan Sebastian Verón, já havia feito três belos passes dignos do maestro que és 'La Brujita'.
Aos 15 minutos, Enzo Perez não conseguiu se manter em campo, após choque com Insua, que lhe causou fortes dores nas costas e assim, o meia do Estudiantes foi substituído por Michael Oyos.

Aos 18 minutos, após ótima jogada de 'Principito' Sosa pela esquerda ,Leandro Gonzalez concluiu rente a trave direita do Boca Juniors.
Vale o registro que o jovem Marco Rojo se apresentou muito bem na partida, fazendo a função do ex-Pincha titular Juan Manuel Diaz, atuando na marcação pelo lado esquerdo da defesa do Estudiantes.

Aos 39 minutos um impedimento mal marcado pelo bandeira anulou uma jogada do Boca Juniors que terminou com um gol contra de Desábato.

Aos 41 minutos em boa cobrança de falta, Leandro Benitez colocou a bola na cabeça de Desábato que cabeceou com perigo sobre o travessão do goleiro Javier Garcia do Boca.

Aos 43 minutos Medel chutou a bola com força na cabeça de Benitez que estava caído no gramado e o jovem Marco Rojo tomou as dores de seu companheiro Pincha.O clima esquentou entre os jogadores, levando o árbitro Federico Beligoy a aplicar cartão amarelo em Rojo e Medel.

Aos 45 minutos em rápido contra-ataque puxado por Maxi Nuñez e Clemente Rodriguez,  Verón colocou a bola na cabeça de Sosa e este deixou Leandro Gonzalez em ótima condição para marcar, mas o camisa 20 do Estudiantes, mais uma vez disperdiçou boa chance de abrir o placar.

Segundo Tempo

Com menos de 30 segundos, novamente Leandro Gonzalez, deixou de aproveitar bom cruzamento da direita e disperdiçou nova oportunidade na partida.

Aos 3 minutos Leandro Desábato levou perigo duas vezes seguidas ao gol do Boca Juniors em duas cabeçadas, sendo que na primeira delas obrigou a Ibarra salvar quase sobre a linha de gol.


Maxi Nuñez comera o 1º gol Pincha.
Foto: Diário platense, "El Dia

O primeiro gol

Aos 4 minutos depois de ótima jogada de Leandro Gonzalez pela esquerda, quando o camisa 20 do Estudiantes colocou a bola por entre as pernas de Ibarra, Maxi Nuñez recebeu livre na pequena área e abriu o placar em Mar del Plata.
Estudiantes 1 x 0 Boca Juniors



Michael Hoyos eufórico depois de marcar belo gol

Golaço de Michael Hoyos

Aos 13 minutos em ótima roubada de bola de 'Principito' Sosa, sobre Lucas Viatri na intermediária pincharrata, o meia tocou para Michael Hoyos, que penetrou o campo do Boca Juniors e num preciso chute de fora da área, marcou o 2º gol pincharrata.

'Principito Sosa' em uma pintura de gol

Aos 16 minutos uma tabela mágica entre 'Principito' Sosa e Verón, culminou com um lindo chute de Sosa no angulo esquerdo de Garcia.
O Estudiantes chegava ao terceiro gol de forma implacável.

Aos 17 minutos Juan Sebastian Verón, num magnifíco lance individual colocou a bola entre as pernas do camisa 5 do Boca Juniors, Nicolas Colazó e a torcida Pincha em seguida, começou a gritar "Olé" nas arquibancadas.

Aos 27 minutos Lucas Viatri em posição duvidosa, diminuiu a diferença no placar.Gol do Boca Juniors.
Aos 28 e 29 minutos Agustín Orión fez duas boas defesas demonstrando mais arrojo e segurança que o hoje reserva, Damian Albil.

A partir dos 35 minutos o Estudiantes conseguiu frear a pequena reação do Boca Juniors e impôs seu organizado e envolvente toque de bola, para levar a partida até o final sem maiores preocupações defensivas e ainda decretar o 1º "alfajor pincharrata" da temporada 2010, com o 4º gol marcado por Morales Neumann, aos 47 minutos.
Final de partida no estádio José María Minella e no placar:
Estudiantes de La Plata 4 x 1 Boca Juniors

Estudiantes de La Plata, campeão do Triangular de Mar del Plata, edição 2010!

Comemoração de Michael Hoyos
Foto: Diário argentino "Olé"

sexta-feira, 15 de janeiro de 2010

Pré - Jogo! Estudiantes x Boca Juniors


Fonte: Cielo Sports site

Pelo último jogo do Triangular de Mar del Plata, Estudiantes e Boca Juniors se enfrentam neste sábado, 16 de Janeiro, as 23:10min pelo horário de Brasília.
Quem vencer, conquistará o título do torneio.
Em caso de empate, vai depender da quantidade de gols marcados na partida para se conhecer o campeão, já que o San Lorenzo passaria a ter chances de chegar ao título.

Até aqui dois empates marcaram a curta competição.
Estudiantes 2 x 2 San Lorenzo
Boca Juniors 3 x 3 San Lorenzo

Problemas para Sabella
Várias baixas e sem poder escalar Mauro Boselli

O técnico Alejandro Sabella, está com sérios problemas neste início de temporada.
Se já não bastasse perder Juan Manuel Salgueiro que irá agora jogará pelo River Plate, Sabella não poderá contar com os lesionados Germán Ré, Rodrigo Braña, Matías Sánchez, Marcelo Carrusca e ainda,Juan Manuel Salgueiro que se desligou do clube Pincha e irá defender a LDU do Equador e Mauro Boselli,que por pertencer ao Boca Juniors, não está autorizado a ser escalado devido a uma cláusula contratual.

Depois de testar uma formação tática no formato 5-2-3 e perder o coletivo de ontem para reservas por 2 x 0 com dois gols de Boselli, Sabella deverá utilizar contra o Boca Juniors, um 4-4-2, com a provável escalação:

 Prováveis formações:


Boca Juniors: Roberto Abbondanzieri; Hugo Ibarra, Gabriel Paletta, Claudio Morel Rodríguez y Juan Angel Krupoviesa; Guillermo Marino, Cristian Erbes y Matías Giménez; Federico Insúa; Nicolás Gaitán y Lucas Viatri.
Técnico: Alfio Basile.

Estudiantes: Agustín Orión; Clemente Rodríguez, Leandro Desábato, Christian Cellay y Marcos Rojo; Enzo Pérez, Leandro Benítez, Juan Sebastián Verón y Maximiliano Núñez; José Sosa y Leandro González.
Técnico: Alejandro Sabella.

Arbitro: Federico Beligoy.
Estadio: José María Minella (Mar del Plata)
Horário: 22:10 ( 23:10 pelo horário de Brasília )
TV: Fox Sorts. ( No Brasil - Sportv )

Fontes: Cielo sports site
              Diário platense, "El Dia"

segunda-feira, 11 de janeiro de 2010

Alejandro Javier Sabella




O ano era 1981, e Alejandro Sabella jogava pelo Leeds United da Inglaterra. Em dezembro, ele recebeu a visita de Carlos Bilardo, na época treinador do Estudiantes, que lhe convidou para retornar à Argentina e vestir a camisa do clube de La Plata. Sabella sonhava em voltar ao River Plate, equipe onde começara a carreira, mas aceitou a proposta de Bilardo.

Mal sabia ele que o sucesso lhe aguardava dentro e fora das quatro linhas. Em 2009, 28 anos depois, Sabella conduziria o Estudiantes ao seu quarto título da Copa Libertadores da América.

Uma canhota magnífica


Alejandro Javier Sabella nasceu em Buenos Aires no dia 5 de novembro de 1954. Frequentou todas as categorias de base do River Plate, clube no qual fez a sua estreia como profissional com 20 anos de idade. Tinha estatura baixa (1,62 metro) e era criticado por ser lento. Entretanto, ele respondia às críticas com uma canhota sensacional: transformava o difícil em fácil, fintava o adversário e sempre deixava os companheiros em posição de vantagem.


O seu único karma foi ser contemporâneo de Norberto Alonso, um dos grandes ídolos do River Plate. Mesmo ganhando três títulos com o clube (os metropolitanos de 1975 e 1977 e o nacional de 1975), Sabella jamais se fixou como titular. No cenário continental, chegou a jogar a final da Libertadores de 1977, mas o título acabou ficando com o Cruzeiro. Em 1978, quando surgiu a oportunidade de ir para o Sheffield United da Inglaterra, não titubeou.




Ele teve dificuldades de adaptação no futebol inglês e alternou bons e maus momentos com muito sacrifício. Bilardo, que estava de olho fazia tempo, sabia que a situação de Sabella não era cômoda e foi ao Reino Unido para lhe repatriar. "O clube não tinha dinheiro, mas juntei uns dólares e fui viajar", relembra Bilardo. "Convenci os dirigentes das vantagens de trazê-lo e, para retornar, tive de pedir dinheiro a ele."

Curiosidade

O clube Inglês Sheffield United havia tentado contratar na época o ainda jovem Diego Maradona do Argentinos Juniors, mas o clube argentino não aceitou a oferta de £ 180.000. Então, os ingleses investiram no futebol de Sabella, e "Alex Sabella", como era chamado por lá, assinou-o por £ 160.000 em 19 de julho de 1978. Sabella fez sua estréia contra o Leyton Orient, em 19 de agosto de 1978.

Uma equipe de luxo



Bilardo já era ídolo no Estudiantes por ter feito parte do plantel que faturara no final da década de 1960 três Copas Libertadores e a Copa Intercontinental. O Narigón havia retornado sonhando em trazer de volta a mística e colocar o clube novamente nas primeiras posições do futebol argentino. "Com aquele discurso, ele me convenceu", recorda Sabella.

Sabella, no ótimo time do Estudiantes do início da década de 80


O jogador fez parte de um meio-campo inesquecível, ao lado de Marcelo Trobbiani, José Daniel Ponce e Miguel Ángel Russo. Os resultados não tardaram com os títulos do metropolitano de 1982 e do nacional de 1983. Só lhe faltou vencer a Libertadores. A conquista esteve perto em 1983, mas o Estudiantes ficou em segundo no triangular da fase semifinal, atrás do Grêmio, que viria a ser campeão. A partida-chave foi justamente contra a equipe gaúcha em La Plata: o time da casa teve uma atuação heroica e, mesmo com quatro jogadores expulsos (entre eles Sabella), conseguiu empatar um jogo que perdia por 3 a 1, mas a igualdade não foi suficiente para avançar na competição.


Paradoxalmente, Sabella foi contratado pelo Grêmio em 1985, mas voltou ao Estudiantes dois anos depois. Mesmo se transferindo para o Ferro Carril Oeste, onde encerrou a carreira em 1988, jamais se desligou do Estudiantes. Até continuou vivendo em La Plata.

A jaqueta marrom


Após pendurar as chuteiras, Sabella começou a trajetória fora das quatro linhas como auxiliar de Daniel Passarella, com quem esteve no River Plate (1990-94), na seleção argentina (1994-98), na seleção uruguaia (2000-01), no Parma da Itália (2001), no Monterrey do México (2002-04), no Corinthians (2005) e pela segunda vez no River (2006-07).

Em 2007, Sabella decidiu deixar a função de auxiliar para começar a carreira solo e ficou aguardando uma oportunidade. Ela chegou em março de 2009, quando o Estudiantes (cujas partidas ele assistia frequentemente) lhe chamou para substituir Leonardo Astrada. A equipe havia tido um começo ruim no Campeonato Argentino, e o futuro na Libertadores corria riscos. Pela sua falta de experiência à beira do gramado, muitos perguntavam se Sabella teria condições de assumir o posto.

A estreia foi contra o Deportivo Quito em La Plata, no dia 19 de março. Desde aquele 4 a 0, o Estudiantes não perdeu mais na Libertadores: em dez partidas, venceu sete (três como visitante) e empatou três, com 14 gols a favor e apenas dois contra. No Campeonato Argentino, o técnico pegou a equipe em penúltimo e a deixou em sexto.

Há uma história que lhe define bem. No dia da sua estreia, Sabella vestiu uma jaqueta marrom e passou a usá-la em todas as partidas que dirigiu. "O Bilardo disse que se fôssemos campeões eu deveria dar a minha jaqueta a ele. E eu a dei. Se tem alguém a quem devo agradecer é o Bilardo, que me fez conhecer o Estudiantes. Mas ele vai precisar me devolver a jaqueta para o Mundial de Clubes."


A humildade é a sua bandeira. "Todo o mérito é dos jogadores. Devemos erguer um monumento a eles. Eu só os ajudei a chegarem até a final e lhes disse para irem com vontade, pois não podia mais entrar em campo." Sobre o fato de o seu nome ter entrado para a história do futebol, Sabella foi filosófico. "O Olimpo é a casa dos deuses, e podemos ter certeza de que todos chegamos ao Olimpo com o Estudiantes."

Fonte:Sabella, ídolo em La Plata(FIFA.com) Sexta-feira 17 de julho de 2009



Pesquisa do Diário platense,"El Dia" :

Você acha que a seleção, sob a liderança de Maradona, será capaz de disputar o título na Copa da África do Sul?

Sim (16,24%)


Não (83,28%)

Não sei dizer (0,48%)

Portanto, ainda há tempo!
A Seleção Argentina merece Alejandro Javier Sabella, já!!

domingo, 10 de janeiro de 2010

Estréia no Triangular de Mar del Plata e consolidação de Sabella como grande treinador!

Estudiantes 2 x 2 San Lorenzo – 09/01/10 – Triangular de Mar Del Plata


Ficha Técnica


Estudiantes: Damián Albil; Clemente Rodríguez, Federico Fernández, Marcos Rojo e Juan Manuel Díaz; Maximiliano Núñez, Matías Sánchez, Michael Hoyos e Marcelo Carrusca; José Sosa e Juan Manuel Salgueiro.
Técnico: Alejandro Sabella.

San Lorenzo: Gustavo Campagnuolo; Sebastian Luna, Fernando Meza,José Palomino e Gonzalo Bazán; Santiago Prim, Sebastián González, Axel Juárez e Miguel Bertocchi ; Alejandro Gómez e Bernardo Romeo.
Técnico: Diego Simeone.

Gols: P.Tempo: Aos 3min , Juan Manuel Diaz marcou para o Estudiantes e aos 5min Alejandro Gomez empatou para o San Lorenzo.
S.Tempo: Aos 29min Juan Manuel Salgueiro marcou o segundo gol do Estudiantes e aos 40 minutos, Fabian Bordagaray, empatou novamente para o San Lorenzo.
Arbitro: Juan Pablo Pompei.
Renda: 287.850 pesos
Público pagante: 8.331
Hora: 22.10min. ( ás 23:10min, pelo horário de Brasília )
Estadio: José María Minella (Mar del Plata).
TV: Fox Sports. ( No Brasil, a partida foi transmitida pelo canal Sportv )

Fonte: http://www.clubestudianteslp.com.ar



Estadio José María Minella (Mar del Plata)
Foto: Diário platense, "El Dia"

Foto: Diário platense, "El Dia"

A seleção argentina merece Alejandro Sabella

As circunstâncias que envolveram a partida de ontem, naturalmente absolvem de antemão qualquer técnico, pois: se tratava de um amistoso, primeiro jogo de um clube ainda em pré-temporada e em campo, dois times praticamente de reservas.

Então, Alejandro Sabella e Diego Simeone estão livres de quaisquer críticas mais contundentes, não concordam?

Pois é, mas....Alejandro Sabella merece destaque aqui justamente por ter realçado sua qualidade como treinador mesmo diante do contexto natural que envolve uma pré-temporada.

O Estudiantes mesmo com jogadores de qualidade técnica inferior ao Bruxo e os 10 ‘Leões de La Plata’ normalmente titulares, se apresentou ontem diante do San Lorenzo, organizado taticamente com uma lúcida distribuição em campo de todos os setores do time.

Defesa, meio-campo e ataque, fazendo valer o típico toque de bola pincharrata e consequentemente, a posse de bola para ditar o ritmo da partida.

Alejandro Sabella, comandou o Estudiantes em 45 jogos, conquistando 25 vitórias, 11 empates e apenas 9 derrotas. A estatística e sobretudo o bom futebol apresentado pelos comandados de Sabella, realmente credencia o DT pincharrata a figurar entre os 4 melhores treinadores do mundo na atualidade.

Não é por acaso, que o comentarista do sportv Manolo Epelbaum disse ontem, durante a trasmissão pela TV brasileira, que na Argentina existe uma corrente forte para que Sabella assuma a seleção argentina, antes mesmo da Copa da África do Sul.

O jogo:

O Estudiantes atuou com a camisa dourada, lançamento da patrocinadora Topper, em comemoração ao 4º título da Libertadores, conquistado em 2009.

Com apenas 2 minutos de partida, José ‘Principito’ Sosa, mostrou que valeu a pena esperar pela sua nova estréia.
Em ótima jogada individual, Sosa sofreu falta que em seguida, desencadeou dois escanteios, quando em cruzamento de Carrusca, Juan Manuel Diaz aproveitou para decretar Estudiantes 1 x 0 San Lorenzo, aos 3 minutos de jogo.
É dada como praticamente certa a transferência de Juan M. Diaz para o River Plate e que efetuada a transação o Estudiantes teria "caixa" para buscar um atacante de área, que pode ser o declaradamente desejado pela diretoria Pincha, Gabriel Hauche do Argentinos Jrs. ou então, o paraguaio José María Ortigoza, que jogou recentemente pelo clube brasileiro, Palmeiras.


Juan Manuel Diaz, autor do 1º gol Pincha
Foto: Diário Platense, "El Dia"


Juan Manuel Diaz, comemora seu gol com companheiros

                                                         Foto: Diário argentino, "Olé"


Após o empate do San Lorenzo aos 5 minutos, Sosa fez ótimo cruzamento para Carrusca que obrigou o goleiro Gustavo Campagnuolo a fazer fantástica defesa e contar com a sorte para a bola ainda atingir a trave esquerda da sua meta antes da zaga do San Lorenzo afastar o perigo.

Aos 11 minutos da segunda etapa, o destaque da partida já era o goleiro do San Lorenzo, Gustavo Campagnuolo, que mesmo retornando aos gramados depois de um ano, fazia importantes defesas, como em ótimos chutes de Salgueiro e Matias Sanchez no início da segunda etapa.

O Estudiantes ditou claramente o ritmo da partida, tomando sempre a iniciativa de atacar,adiantar a marcação e buscar o gol o tempo todo, enquanto o San Lorenzo se limitava a jogar defensivamente e tentar em vão puxar contra- ataques.

José 'Principito' Sosa
Foto: Diário platense, "El Dia"

Aos 22 minutos Principito Sosa recebeu ótima bola em contra-ataque Pincha e penetrou com a habilidade que lhe é característica entre os defensores do San Lorenzo e chutou com muito perigo rente a trave direita de Campagnuolo que apenas ficou na torcida para que a bola não entrasse.


José 'Principito' Sosa

Sabella em entrevista antes da partida disse ao diário "Olé" que 'Principito' Sosa iria atuar movendo-se bastante na frente do ataque Pincha, buscando os lados do campo, como fazia Guillermo Barros Schelotto, atacante do "Boca Juniors de Bianchi", em 2001.

Aos 23 minutos novamente Salgueiro chutou a queima roupa para nova ótima defesa de Campagnuolo.

Mas aos 30 minutos, num belo chute do camisa 7 Juan Manuel Salgueiro , Gustavo Campagnuolo o melhor jogador da partida, não conseguiu impedir o segundo gol pincha.

Se na primeira etapa Salgueiro não foi bem jogando mais próximo do gol adversário na segunda etapa retornando a posição de segundo atacante com a entrada do seu companheiro de ataque no Apertura 2009, Mauro Boselli, o uruguaio fez boa partida sendo inclusive no total da partida o destaque do Estudiantes.
Salgueiro pode ser outro a ter jogado sua última partida pelo Estudiantes, pois o Racing club está tentando sua contratação.

Se o goleiro Campagnuolo foi o grande destaque positivo do jogo o fraco Albil falhou claramente no gol de empate sofrido pelo Estudiantes.
Albil cortou muito mal uma bola alçada na área pelo baixinho e habilidoso Sebástian Gonzalez e aos 40 minutos,aproveitando o rebote que a falha de Albil originou, Fabian Bordagaray empatou a peleja para o San Lorenzo.

O zagueiro Marcos Rojo teve boa atuação na partida de ontem.

Foto: Diário platense, "El Dia"
                                           Foto: Diário platense, "El Dia"

'La Brujita' Verón, Cellay e Desábato, assistiram a estréia do Estudiantes no Triangular de Mar del Plata, da arquibancada do estádio José María Minella e responderam positivamente ao assédio dos fãs e torcedores pincharratas.


Fontes: Diário platense, "El Dia"
              Diário argentino, "Olé"

sábado, 9 de janeiro de 2010

É hoje!! Estudiantes x San Lorenzo, pelo Triangular de Mar del Plata!

Alejandro Sabella, escalou um time praticamente de reservas para a estréia hoje a noite, no Triangular de Mar del Plata, torneio realizado durante o verão argentino e que este ano, conta ainda com a participação do Boca Juniors.

A medida tomada pelo treinador Pincha é para não interromper o início de trabalho para o ano de 2010, que vem sendo realizado na pré-temporada em Cariló, também em Mar del Plata.
Por isso, Sabella não escalará hoje, jogadores como Verón, Perez, Boselli,Braña e Desábato, que tiveram um 2009 vitorioso,mas também muito extenuante,quando o Estudiantes jogou 112 partidas, 10 a mais que por exemplo, o Boca Juniors.

O perdedor do confronto de hoje, jogará na quarta-feira, dia 13 de janeiro contra o Boca Juniors.
Se a partida desta noite terminar empatada, o San Lorenzo é que enfrentará o Boca na próxima quarta-feira.
A final deste torneio está marcada para sábado, 16 de Janeiro.
Importante salientar que o Estudiantes disputará pela primeira vez o Torneio de Verão.

Até então, este torneio era disputado apenas pelos os considerados cinco grandes clubes da argentina (Boca Juniors, Independiente, Racing, River Plate e San Lorenzo de Almagro), em um pentagonal.
E vale dizer que o Estudiantes de La Plata, no ranking dos clubes argentinos com mais títulos, empata em quantidade de conquistas com o Racing Club, já que a história registra 10 conquistas importantes para cada clube, onde o Racing tem 3 títulos nacionais de vantagem sobre o clube de La Plata e o Estudiantes tem 3 títulos internacionais na frente de seu adversário.


Ficha Técnica

Estudiantes x San Lorenzo

Estudiantes: Damián Albil; Clemente Rodríguez, Federico Fernández, Marcos Rojo e Juan Manuel Díaz; Maximiliano Núñez, Matías Sánchez, Michael Hoyos e Marcelo Carrusca; José Sosa e Juan Manuel Salgueiro.
Técnico: Alejandro Sabella.


San Lorenzo: Gustavo Campagnuolo; Sebastian Luna, Gastón Aguirre, José Palomino e Nelson Benítez; Sebastián González, Axel Juárez, Miguel Bertocchi e Gonzalo Bazán; Alejandro Gómez e Bernardo Romeo.
Técnico: Diego Simeone.

Arbitro: Juan Pablo Pompei.
Hora: 22.10min. ( ás 23:10min, pelo horário de Brasília )
Estadio: José María Minella (Mar del Plata).
TV: Fox Sports. ( No Brasil, a transmissão será pelo canal Sportv )

Fontes : Diário platense, "El Dia"
              http://www.futebolportenho.com.br

 



Pré-temporada Pincha, em Cariló, Mar del Plata
Fotos: Diário platense, "El Dia"

Estudiantes de La Plata no “Mercado da Bola” 2010

Em pré-temporada na região de Cariló, Mar del Plata, o elenco Pincha segue se reformulando de acordo com as possibilidades que surgem no chamado "mercado da bola" que envolve os clubes, todo início de ano pelo mundo.

Novos nomes certos para 2010:

Augustin Orion – goleiro, ex-San Lorenzo.

José 'Principito' Sosa – meia, Bayern de Munique.

Possíveis contratações:

Gabriel Hauche – atacante, Argentinos jrs.

Gonzalo Prósperi - zagueiro, Argentinos jrs.

Jogadores que deixaram o clube:

Agustín Alayes – Newell’s Old Boys.

José Luis Calderón – Argentinos jrs.

Jogadore que podem deixar o clube:

Juan Manuel Diaz – River Plate

Leandro Desábato – Racing Club

Fonte: http://www.canchallena.com



Gonzalo Prósperi,zagueiro do Argentinos Jrs. pode reforçar o Estudiantes em 2010

sexta-feira, 8 de janeiro de 2010

Verón elogia Gabriel Hauche e acompanha a negociação Pincha com atacante!


Gabriel Hauche, 23 anos, marcou 10 gols pelo Argentinos Jrs. no Apertura 2009 e ficou em 5º lugar na artilharia do campeonato.

Juan Sebastían 'La Brujita' Verón' está acompanhando de perto as negociações do Estudiantes de La Plata e o Argentinos Juniors, para que o plantel Pincha possa contar em 2010 com o futebol do atacante Gabriel Hauche.

Segundo Verón, Gabriel Hauche é um dos melhores jogadores da Argentina e será muito importante contar com o atacante, no elenco Pincha.

O maestro e capitão dos "Leões de La Plata", revelou que a direção do Estudiantes tem se esforçado e se dedicado na contratação de Hauche e a "resposta" por este esforço, tem sido muito boa.
Vale registrar que o Estudiantes não está sozinho nesta "briga" pelo atacante do Argentinos Juniors, pois também estão interessados em Hauche, o Racing Club e o Rubin Kazan da Rússia.

Fonte: Diário platense, "El Dia"

Sabella , o 4º melhor técnico do mundo em 2009!


Alejandro Sabella

Alejandro Sabella ficou em 4º lugar no ranking dos melhores treinadores de 2009 elaborado pela Federação Internacional de História e Estatísticas do Futebol (IFFHS, em inglês), sendo superado apenas por Josep Guardiola (Barcelona), Alex Ferguson (Manchester United) e José Mourinho (Internazionale de Milão).

Os 10 primeros treinadores pelo ranking da IFFHS referente ao ano de 2009:


Treinador - Equipe - País de origem - votos obtidos
1 - Josep Guardiola (Barcelona - España) 300

2 - Alex Ferguson (Manchester United - Escocia) 137

3 - Mourinho (Inter - Portugal) 66

4 - Alejandro Sabella (Estudiantes - Argentina) 54

5 - Mircea Lucescu (Shakhtar Donetsk - Rumania) 50

6 - Arsene Wenger (Arsenal - Francia) 44

7 - Guus Hiddink (Chelsea - Holanda) 38

8 - Laurent Blanc (Bordeaux - Francia) 34

9 - Jorge Fossatti (Liga Deportiva - Uruguay) 16

10 - Felix Magath (Wolfsburg/Schalke - Alemania) 15

Fonte: http://www.canchallena.com

Estudiantes estréia no torneio de verão,com Sosa e muitos reservas!


José 'Principito' Sosa

 Para o primeiro jogo da temporada, o Estudiantes de La Plata do técnico Alejandro Sabella, deverá colocar em campo amanhã em Mar del Plata, na estréia do torneio de verão contra o San Lorenzo, Jose´ 'Principito' Sosa, atuando ao lado do uruguaio Juan Manuel Salgueiro, no ataque Pincha.

O provável time que entrará em campo amanhã contra o San Lorenzo:
 Albil;
Clemente Rodriguez, Federico Fernández, Rojo e Juan Manuel Díaz;
Maxi Núñez, Matías Sánchez, Michael Hoyos e Marcelo Carrusca;
Sosa e Salgueiro.

Esta formação de ataque, deixa claro que Sabella necessita de um atacante com as mesmas características de área que possui Mauro Boselli, para quando este não puder jogar.

Torneio de Verão de Mar del Plata, na Argentina:

San Lorenzo x Estudiantes de La Plata!

Neste sábado, dia 09/01
ás 23:10min
no canal SPORTV

Fonte: Diário argentino, "Olé"

quinta-feira, 7 de janeiro de 2010

Pré-temporada em Cariló; a "fidelidade do Bruxo" e Crespo no ataque Pincha?



Estudiantes iniciou pré-temporada em Cariló,Mar Del Plata







Fotos: Diário platense, "El Dia"

O Estudiantes, que iniciou sua pré-temporada na linda região de Cariló, em Mar del Plata,  terminou o ano de 2009, em 8º lugar no ranking mundial de clubes, organizado pela Federação Internacional de História e Estatísticas do Futebol (IFFHS, em inglês).
O ranking da IFFHS, é baseado nos resultados nacionais e internacionais dos clubes no período dos últimos 12 meses (Campeonatos estaduais não contam pontos) para este ranking.

Os dez primeiros clubes do ranking da IFFHS, são:

1- Barcelona (Barcelona) 4.341 puntos

2- Chelsea (Inglaterra) 4.292

3- Manchester United (Inglaterra) 4.291

4- FC Shakhtyor Donetsk (Ucrania) 4.275

5- Werder Bremen (Alemania) 4.272

6- Hamburgo (Alemania) 4.264

7- Arsenal (Inglaterra) 4.260

8- Estudiantes 4.243

9- Cruzeiro (Brasil) 4.235

10- Galatasaray (Turquía) 3.219.

Fonte: Diário platense, "El Dia"

Liberação de Sosa e Gabriel Hauche

Finalmente o técnico Alejandro Sabella, poderá contar com o futebol de 'Principito' Sosa, pois o jogador está liberado para atuar pelo Estudiantes no Clausura e na Libertadores da América.
Sabella que deverá usar Principito Sosa ao lado de Boselli no ataque, disse ao diário argentino "Olé", que Sosa poderá também atuar de volante pelos lados do campo ou até como típico enganche

A direção Pincha está tentando a contratação do atacante Gabriel Hauche do Argentinos Juniors.

Gabriel Hauche, marcou 10 gols no Apertura 2009, ficando apenas 4 gols de diferença do artilheiro da competição, Santiago M. Silva do campeão Banfield.

Hauche, ficou em 5º lugar na artilharia do Apertura, um posto na frente de Mauro Boselli, que marcou 9 gols pelo Estudiantes de La Plata.
Todos os gols marcados por Hauche, foram marcados com bola rolando( nenhum de pênalti) e apenas 1 gol de cabeça.


A Fidelidade inabalável do Bruxo!

O milionário clube inglês, Manchester City, ofereceu £ 7 milhões (R$ 19,2 milhões) para ter nesta temporada 2010, o craque e capitão do Estudiantes de La Plata, Juan Sebastian Verón.

O clube inglês, achava que a amizade de 'La Brujita' com Roberto Mancini, seu ex-companheiro de Sampdoria e Lazio e atualmente treinador do Manchester City, pudesse contribuir para que Verón aceitasse a ótima proposta, mas o craque argentino recusou firmemente a oferta inglesa!

A princípio a proposta era mais tentadora para o Estudiantes do que para Verón. O clube poderia usar o dinheiro para equilibrar suas finanças. Já o atleta seguiria ganhando um salário similar ao que recebe hoje em dia.

O clube inglês, que tem os brasileiros Robinho e Sylvinho no elenco, tem como objetivo principal na temporada terminar entre os quatro primeiros do Campeonato Inglês e, consequentemente, classificar-se para a próxima edição da Liga dos Campeões.

"Apresentei a proposta que me foi feita aos dirigentes do Estudiantes para que a pudessem considerar. Pela minha parte nem foi preciso pensar muito, recusei instantaneamente(...)


(...)Neste momento não me posso deixar levar por motivações financeiras. Tenho aqui a minha família e as minhas raízes. "
(Palavras de Juan Sebastian 'La Brujita' Verón, sobre proposta do Manchester City )


Fontes: http://www.futebolportenho.com.br
           Globo Esporte.com



Crespo no Estudiantes?

O empresario Miguel Pires, que representa o maestro Juan Sebastián Verón, deixou a entender que um atacante de reconhecido nome internacional poderá ser contratado para a temporada 2010.
E começam a especular que este atacante seria Hernán Crespo, insatisfeito no Genoa, grande amigo de 'La Brujita' Verón e vendo no retorno ao futebol argentino, uma maior possibilidade de ser melhor observado por Maradona, que parece ainda longe de ter um grupo fechado para a Copa da África do Sul.


Fonte: Diário platense, "El Dia"



Hernán Crespo, registro de quando começou no River Plate e depois pela seleção argentina